REPRESENTAÇÃO PERMANENTE JUNTO DAS ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS EM VIENA


MEMORANDO SOBRE AS COMEMORAÇÕES DO 11 DE NOVEMBRO DE 2016

MEMORANDO SOBRE AS COMEMORAÇÕES DO 11 DE
NOVEMBRO DE 2016

Angola celebrou a 11 de Novembro de 2016, 41 anos desde que alcançou a Independência Nacional. É um marco deveras importante da história do País.

A independência, de que usufruímos hoje, resultou do esforço desmedido de angolanos, eternizados nas referências que a eles se faz nos principais símbolos da República. São os nossos heróis, aqueles que, pese a disparidade dos meios e da brutalidade da acção repressiva colonial, entregaram-se de corpo e alma em prol de uma causa comum: a liberdade.

A luta, todavia, não cessou com o alcance da Independência. Estendeu-se durante vários, seja nos campos de batalha, em defesa da integridade territorial e soberania nacional, seja nas fábricas, nos gabinetes, nos campos agrícolas e nas escolas. A paz foi, por fim, alcançada. Mas a luta continua. Sem armas na mão, agora. Os angolanos ontem desavindos trabalham hoje juntos em prol do desenvolvimento, procurando, cada um a seu nível, realizar os ideais daqueles que se bateram pela Independência nacional.

A união dos angolanos, de todos os quadrantes, deve ser o signo das celebrações do Quadragésimo Primeiro (41.º) Aniversário da Independência Nacional. Esta é, de resto, a ferramenta principal para o alcance daqueles que são os anseios de todos, como sejam a edificação de um Estado democrático e de direito forte, moderno, coordenador e regulador da vida económica e social; o desenvolvimento sustentável, através da inclusão económica e social; a estabilidade macroeconómica; a diversificação da economia nacional, bem como a redução das desigualdades. É uma tarefa árdua, mas exequível, esta de garantir o bem-estar para todos os angolanos. É preciso, portanto, que todos estejam comprometidos com a estabilidade e com o futuro, mantendo-se confiantes de que as crises são passageiras, mesmo quando tão dura como esta que se vive actualmente, e que devem ser aproveitadas para a correção dos erros que possam ter sido cometidos em momentos de menor turbulência

As comemorações do dia 11 de Novembro visam os seguintes objectivos:

a) Divulgar e realçar a importância do 11 de Novembro, enquanto marco de transcendente importância na união das várias sensibilidades nacionais, com vista a valorização da Pátria Angola, assente na vontade da construção de um Estado Democrático de Direito e União da Nação Angolana;
b) Promover uma reflexão sobre os enormes sacrifícios consentidos pelo povo, na conquista do bem maior da Nação, a Independência Nacional;
c) Reverenciar os povos, Partidos e Governos que nos longos e difíceis anos da luta de libertação, se solidarizaram com a causa nacional e apoiaram, de forma directa e concreta no alcance dos objectivos como o nascimento e consolidação do Estado soberano, livre e independente.

As celebrações decorrem em todo o Território Nacional, bem como nas Missões Diplomáticas e Consulares de Angola entre os dias 01 e 20 de Novembro de 2016.

O Acto Central das comemorações do “Dia da Independência Nacional” será presidido por Sua Excelência o Sr.º Vice Presidente da República, Manuel Domingos Vicente, na Província do Cuanza Norte, e tem como “Unidos por uma Angola Desenvolvida”.


EMBAIXADA DA REPÚBLICA DE ANGOLA, VIENA, AOS 02 DE NOVEMBRO DE 2016.
 

 

Copyright 2014 Embaixada de Angola na Áustria, Croácia, Eslovénia e Eslováquia | Seilerstätte  15/10A-1010,  Viena,  Áustria
Tel.: +43 1 718 74 88, Fax: +43 1 718 74 86 | informações por telefone entre 15:00h. e 16:30h / embangola.viena@embangola.at | home | serviços consulares para angolanos | serviços consulares para estrangeiros | mapa da página | ficha tecnica